sábado, 27 de setembro de 2008

Perdoar setenta vezes sete

A raiva que sentimos de alguém de nada nos serve.
É como tomar um cálice de veneno todo dia e esperar que o outro desfaleça em febre.
A raiva é tão somente destruidora daquele que a sente.

Já foi ensinado que devemos perdoar sempre. E é isso que nos deixará melhor.

Quem é o errado, aquele que engana ou o enganado?

Felizes devemos ficar se perdoarmos aos nossos devedores, pois, assim, nossas dívidas hão de ser perdoadas.

Perdoai-nos Senhor!

2 comentários:

Dona Sra. Urtigão disse...

Salve,
tenho estado em crise com esta questão do perdão. Perdoar implica em ter que aceitar ? pois esquecer não é o mesmo que perdoar. Perdoar e procurar distanciamento? É necessario expor a outra face? Perdoar ao outro alem do amor de si, pois este outro vai reincidir nas agressões? Estas e outras em algumas vezes expuz na minha pagina... Não encontrei o caminho do meio ou a justa medida e se temos de pedir perdão ao senhor, porque perdoar quem não pediu este perdão?

Thiago Silva disse...

Olá dona Urtiga! Essa questão é bem simples: se perdoamos, esquecemos; se não esquecemos, podemos apenas desculpar. E, na verdadeira realidade, não temos que pedir perdão ao Senhor... Deus é perfeito e compreende nossas fraquezas. Um neném pede perdão por ter vomitado em nós? Tampouco precisamos esperar o pedido para poder perdoá-lo... Sendo assim, com a verdadeira compaixão fluindo, perdoamos a todos, mesmo àqueles que não fazem questão de perdão. Se queremos evoluir, não podemos querer ser iguais aos seres humanos medianos, mas devemos buscar ser iguais aos iluminados! Jesus não pediu que Deus perdoasse aos seus assassinos porque não sabiam o que faziam?? Também devemos perdoar a todas as falhas alheias porque temos muitas falhas semelhantes em vários aspectos!

Tentei achar seu blog, mas não sei qual você escreveu sobre perdão. Você tem vários blogs... Dei uma passeada em alguns...

Vou tentar escrever alguns textos sobre o que penso a respeito do assunto. Espero podermos trocar boas experiências!

Luz e paz!